Um monte de areia, um monte de possibilidades

Com espaço de sobra, Aterro da Praia de Iracema é um dos locais mais procurados para a prática esportiva na capital cearense. Durante o ano inteiro, o local recebe grupos de atletas de final de semana que praticam os mais variados esportes, do vôlei ao futebol americano. 

Por Samuel Quintela e Weyna Macêdo

Opção para os famosos atletas de fim de semana que não tem para onde “ir”, o Aterro da Praia de Iracema acaba sendo o refúgio predileto para aquelas pessoas que anseiam começar a praticar algum tipo de esporte, mas não possuem seu próprio CT (centro de treinamento) ou sua própria pista de atletismo no quintal de casa. Mais conhecido pelas festas de Réveillon na capital cearense, o Aterro também é palco para a tão famosa e moderna “geração saúde” no resto do ano.                                                                                                                                                           

Um monte de areia: 

A obra do porto Mucuripe em 1940, fez com que toda a dinâmica do litoral de Fortaleza se modificasse. A praia do Futuro teve um ganho de meio quilômetro em sua faixa de praia, enquanto a praia de Iracema foi perdendo 200 metros de praia ao longo dos 50 anos que se sucederam.

Para conter o grande avanço do mar e sua constante erosão, a prefeitura da cidade de Fortaleza construiu o Aterro Hidráulico da praia de Iracema, dividindo diversas opiniões e pontos de vista. O Aterro consiste 1.500.000 m³ de sedimentos, inseridos entre a Avenida Beira Mar, e Rua Idelfonso Albano. O projeto inicial previa um volume de areia bem maior, porem com os protestos dos surfistas e moradores da região a prefeitura refez o projeto diminuindo o banco de areia, para assim poder manter o Havaizinho, (pico de onda dos surfistas) com isso o aterro passa a não ter tanto poder como na ideia anterior.

O mar continua a avançar, e o aterramento não se mostrou estável, e sofreu enorme processo erosivo durante as ressacas. E dessa forma o local passou por um processo de “engorda” em 2012, e trata-se do aterramento compreendido entre a Rua João Cordeiro e o Boulevard Almirante Tamandaré.

Um monte de esportes:

Com espaço de sobra a disposição, o Aterro da Praia de Iracema “abriga” diversos fortalezenses sem-teto nos esportes. Pessoas se reúnem para praticar desde o futebol até o inusitado slackline, esporte criado na Califórnia (EUA) em meados na década de 80 que consite em equilibrar-se em uma fita esticada entre dois pontos de apoio (para saber mais sobre o slackline clique e confira a matéria realizada pelo PETv na terceira edição do Conexões).

Thiago Rego (esq.) pratica slackline todo final de semana e ainda sobra tempo para ensinar quem vê o esporte pela primeira vez. FOTO: Samuel Quintela.

Thiago Rego (esq.) pratica slackline todo final de semana e ainda sobra tempo para ensinar quem vê o esporte pela primeira vez. FOTO: Samuel Quintela.

Criado em 2009, o time de futebol americano do time A.S. Roma Gladiadores, que atualmente conta com 58 atletas, treina todos os domingos das 14 às 17:30. Tarcísio Gomes, técnico dos Gladiadores, contou que o time escolheu o Aterro da Praia de Iracema como centro de treinamento desde o primeiro dia de treinos.

Mesmo sendo um time jovem, os Gladiadores já se preparam para disputar o campeonato brasileiro de futebol americano em 2014. FOTO: Samuel Quintela.

Mesmo jovem, o time dos Gladiadores já se prepara para disputar o campeonato brasileiro de futebol americano em 2014. FOTO: Samuel Quintela.

A grande variedade de esportes foi o que mais chamou a atenção de um grupo de amigos de Morada Nova que joga volei todos os finais de semana nas areias da Praia de Iracema. Alexandre Nogueira afirmou que a escolha do local para o rachão de fim de semana foi justamente a facilidade de socialização com os outros esportes.

Cauã Nóbrega (esq.) conta que seu grupo se reúne todos os domingos das 17h às 20:30h para jogar vôleibol. FOTO: Samuel Quintela.

Cauã Nóbrega (esq.) conta que o grupo se reúne todos os domingos no Aterro  para jogar vôlei das 17h às 20:30h . FOTO: Samuel Quintela.

O casal Rômulo Melo e Ana Larissa Barros também escolheu o aterro para suas sessões treino, praticando cooper todos os finais de semana. Ana Larissa conta que nunca foi assaltada e a tranquilidade é o que mais chama a atenção para a prática esportiva no local.

Casal Ana Larissa  Barros (esq) e Rômulo Melo (dir.) fazem um treino de aproximadamente 1 hora todo final de semana.  FOTO: Samuel Quintela.

Casal Ana Larissa Barros (esq) e Rômulo Melo (dir.) fazem um treino de aproximadamente 1 hora todo final de semana. FOTO: Samuel Quintela.

Links Relacionados: 

Os efeitos da corrida na praia

Queima de fogos durante o Réveillon de 2013

One response to “Um monte de areia, um monte de possibilidades”

  1. Naiana says :

    Meninos, o texto do abre está mto longo. O ideal é que ele ficasse restrito a duas linhas. A primeira frase do lide também está mto longa, dava para quebrá-la em duas, pelo menos.

    Gostei da escolha dos links e dos personagens. Texto objetivo e direto. Parabéns!

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: