A nova Rua dos Tabajaras

Localizada na Praia de Iracema, a rua vem sofrendo uma série de transformações por meio de novas atrações e um novo público cativo.

por Flávio Augusto, Pedro Henrique e Rhaiza Lima

A Rua dos Tabajaras tem se reinventado e começa a adquirir um novo status. O local que deixou de ser relacionado a drogas e prostituição, agora é ponto de encontro da juventude fortalezense em seus vários bares, restaurantes e casas noturnas. E em breve também será espaço de outras manifestações culturais com a nova programação do Estoril.

Pioneirismo Holandês

O maior responsável pelo sucesso recente da região é o holandês Alexander Broms, 32. O empresário chegou ao Brasil em 2009 e logo resolveu investir na Rua dos Tabajaras. “A praia de Iracema para mim é o lugar mais lindo de toda Fortaleza”, justifica a preferência.

brom

O empresário Alexander Brom conta como ajudou a levantar o astral da rua

Dono de um bar, um Café e a famosa casa de shows “Brom’s Party House”, Alexander diz que sempre foi seu objetivo trazer o público fortalezense para frequentar o local além dos turistas. A casa toca desde samba, pagode ao eletrônico e o rock, sempre abrindo as portas para novas bandas que surgem. Com uma forte política antidrogas e prostituição, o advogado preza pelo público comum, que deseja se divertir com os amigos e ouvir boa música. “Há pouco tempo, muitos pais aqui na cidade não aceitavam que os filhos frequentassem a Praia de Iracema”, lamenta.

A rua dos outros

A moradora Maria Cristina conta que a movimentação da rua cresceu bastante após as reformas no calçadão. “O movimento cresceu muito, abro as janelas e vejo os turistas passando, famílias se encontrando. É uma ótima sensação, não parece mais a lugar de antes”. O vendedor Reginaldo e o segurança Francisco Sérgio também deram seus depoimentos sobre a transformação da rua, confira no vídeo a seguir:

Estoril

Patrimônio tombado em caráter definitivo pelo município em 19 de setembro de 1986, o Estoril é um importante equipamento cultural de Fortaleza. No momento, o prédio se encontra sem programação definida e só vêm realizando eventos esporádicos, como a Feira da Música e a Bienal de Dança. No entanto, tem grande potencial para engrandecer a Rua dos Tabajaras e a região.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Funcionando anteriormente como restaurante, o Estoril passou por sua última reforma entre 2008 e 2010, onde se foi gasto R$250 mil. Na nova gestão do secretário Magela Lima, iniciada este ano, o termo de Permissão de Uso de Bem Público concedido à antiga empresa permissionária do Estoril foi anulado devido à precariedade da permissão de uso.

O secretário afirmou que esta semana sai o novo edital de licitação para ocupação das áreas comerciais, mas deixou claro que independente do tipo de empreendimento, será apenas um anexo das atividades do prédio.

Novas possibilidades

“Com o retorno gradativo do seu funcionando, acreditamos que a região da Praia de Iracema, consequentemente, também será beneficiada, posto que a partir do momento que a população se sente pertencente ao espaço, é possível que o poder público conheça suas reais demandas e expectativas para aquele equipamento” destaca o secretário.

Links Relacionados

Vida Nova ao Velho Estoril

O Destino do Estoril

Página da Secretaria da Cultura

2 responses to “A nova Rua dos Tabajaras”

  1. Naiana says :

    Meninos, o titulo da matéria está bom, assim como o abre. Porém, o lide já traz algumas lacunas informativas. Nele, vcs deveriam ter trazido alguns dados sobre a rua dos Tabajaras, como extensão, onde tem início, na altura de qual número e no encontro de que rua. E onde acaba, na altura de qual número e no cruzamento com que outra via.

    Vcs poderiam ter iniciado descrevendo a rua, se ela é mais residencial ou comercial. E não já titular alguém como o responsável pela transformação. Nesse momento, vcs estabeleceram um juízo de valor, atribuindo ao Alex a responsabilidade por algo que não é uma ação pontual, mas uma mudança de comportamento dos jovens, estimulada também por outros jovens e por ações como a reforma da ponte, que fica nas proximidades.

    Ainda no lide, vcs deveriam ter definido o que é o Estoril. Pois nem todo mundo é obrigado a já conhecer o equipamento. Além do fato de ser um símbolo histórico de muito valor para a cidade. Sei que vcs fizeram isso mais abaixo, porém, já deveria trazer uma explicação sobre ele qdo é mencionado inicialmente no lide.

    O secretário concedeu entrevista a vcs? Se não, deveriam ter deixado claro a fonte em que a informação dele foi veiculada.

    Gostei mto da galeria de fotos, mas confesso que esperava um pouco mais do texto, uma abordagem mais humana e não tão factual. De qualquer forma, parabéns pela matéria.

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: