Censo 2010] Pirambu é o maior aglomerado do Ceará em ocupações irregulares

O Pirambu, bairro localizado no litoral oeste de Fortaleza, é o maior aglomerado do Ceará em ocupações irregulares e o 7º do país. É o que mostra o último censo populacional realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2010. A comunidade, que comemora este ano os 50 anos da criação do bairro, ainda enfrenta problemas típicos dos aglomerados subnormais, a maioria relacionados a um sistema de coleta de lixo defasado, à falta de saneamento básico e também de energia elétrica.

Dos 11.522 domicílios existentes no Pirambu, 1.514 ainda não possuem abastecimento de água. Para tentar minimizar o problema, eles se utilizam de poços, carros-pipa, cisternas. Já os dejetos são despejados graças à presença de fossas.

A falta de energia elétrica também é uma realidade dos moradores do bairro. Em todo o Ceará, são 832 os domicílios em aglomerados subnormais que não possuem energia elétrica, sendo 659 em Fortaleza.

Com relação à coleta de lixo, segundo o IBGE, 232 domicílios da comunidade não utilizam o serviço de limpeza. Em Fortaleza, 2.906 não recebem esse tratamento, o equivalente a 2,5% da população dos aglomerados que vivem na capital cearense.

Ao todo, são 42.878 habitantes vivendo em áreas de risco no bairro. Este número corresponde a 10,8% dos moradores que vivem em ocupações irregulares em Fortaleza. O Pirambu também possui mais que o dobro de habitantes em áreas de risco que a Lagoa do Coração, comunidade que ficou em segundo lugar, com um número de 19.256 pessoas vivendo em aglomerados subnormais.

Os maiores aglomerados irregulares do Estado estão concentrados na Região Metropolitana de Fortaleza.

Aglomerados subnormais

O IBGE considera aglomerados subnormais os assentamentos irregulares conhecidos como favelas, invasões, grotas, baixadas, comunidades, vilas, ressacas, mocambos, palafitas, entre outros.

Esses aglomerados são constituídos por, no mínimo, 51 unidades habitacionais ocupando, ou tendo ocupado até período recente, terreno de propriedade alheia, pública ou particular. As unidades habitacionais – barracos e casas, por exemplo – estão dispostas, em geral, de forma desordenada e densa. Elas são carentes, em sua maioria, de serviços públicos e essenciais.

De acordo com o censo de 2010, os oito maiores aglomerados cearenses são, além do Pirambu e da Lagoa do Coração, o Alto do Bode, Giona’s Motel, Borba Gato, Língua de Cobra, Farol e Pantanal III.

Iniciativas

Ao passo em que enfrentam tantos problemas, algumas iniciativas procuram levar aos moradores do Pirambu mais saúde, bem estar e qualidade de vida. Exemplo disso é o Projeto 4 Varas.

Sessão de terapia alternativa integrada realizada pelo Projeto 4 Varas

Coordenado pela Dra. Noberta Viana, assistente social, e pelo Dr. Adalberto Barreto, psiquiatra e antropólogo, ambos do Movimento Integrado de Saúde Mental Comunitário da Universidade Federal do Ceará, o projeto promove, para a comunidade, sessões de terapia comunitária integrativa, massoterapia, além de exercícios de liberação dos traumas e resgate da autoestima.

Quer saber como participar do Projeto 4 Varas e conhecer um pouco mais sobre seus resultados? Assista ao vídeo produzido por crianças do próprio projeto:

William Santos

Tags:, ,

One response to “Censo 2010] Pirambu é o maior aglomerado do Ceará em ocupações irregulares”

  1. Naiana Rodrigues says :

    William,

    O título está mto bom, bem objetivo. E o antetítulo escolhido faz jus às informações que vc traz ao longo da matéria, focadas na pesquisa.

    O lide está bem longo, mas completo. Gostei da referência à idade do bairro. Atenção apenas para palavras repetidas no lide, o que deixa a leitura cansativa.

    Mto bom recorrer aos intertítulos.

    “Ao passo em que enfrentam tantos problemas” – quem enfrenta tantos problemas, lembre-se em optar por construções diretas, sujeito, verbo e predicado.

    Após a foto, o parágrafo seguinte está mto longo. Sei q somente os cargos dos coordenadores são extensos, mas é possível dividir em duas frases, até para acompanhar o ritmo veloz do restante do texto.

    Encerrar com o vídeo feito pelas crianças foi mto bom. Mas senti falta de, pelo menos, mais um parágrafo sobre o projeto, falando de como ele pode ajudar essa população já tão sofrida, entende?

    Apesar de seu texto está longo, ele é dinâmico e não cansa a leitura. Senti falta apenas de recorrer ao link.

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: