“Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a lucrar”

Rendeira lucra cobrando pela exposição de sua imagem 

Como mostra a placa sobre a almofada de bilro, a rendeira cobra R$2 para que as pessoas utilizem sua imagem

Elas já nos ensinaram a fazer renda, nós já as ensinamos a namorar, agora é vez de mostrá-las uma outra forma de ter  lucros, que não seja só com a renda. Nas brenhas do Mercado Central, a rendeira Elma, mais conhecida como Dona Elma, apresenta uma maneira diferente de ganhar dinheiro: ela cobra dois reais para que as pessoas tirem fotos ou façam filmagens do seu trabalho .

Dona Elma faz renda no Mercado Central há 32 anos. Ela aprendeu a fazer o artesanato aos sete anos com sua avó. Diz já ter ensinado para as filhas, mas afirma não querer que elas vivam disso “Não tem futuro. Eu faço um metro dessa renda em três dias, pra vender por 8 reais. Então o que ganho? Eu faço porque eu adoro fazer isso aqui”. Outra dificuldade apontada por Dona Elma é a de que “o artesão não tem direito a nada. Não tem nem aposentadoria”. E ela ainda fala da parcela de culpa partilhada pelos políticos em relação às dificuldades de quem vive do artesanato: “o político só bota no bolso dele. No bolso, nas meias, na cueca…”.

Em relação à cobrança dos dois reais para que as pessoas usassem sua figura, Dona Elma explica que veio de uma ideia muito simples: a de lucrar. “Eu quero é cobrar mesmo, pra lucrar […] As pessoas levavam minha voz, minha imagem… E não me davam nada. E meu retrato ia parar no mundo inteiro”. Dona Elma conta que não tem problema em aparecer. Na verdade, segundo uma amiga vizinha de box, gostava muito. O problema era que as pessoas, às vezes abusavam: “Não é que eu não goste, mas é que tudo que é demais é peste, né? Aborrece”.

Dona Elma Consegue lucrar uma média de dez reais por dia com as fotos e filmagens. Porém, o que ela faz com o dinheiro é que é o diferencial. Ao invés de pegar o dinheiro e comprar coisas para si ou para sua casa, ela guarda para levar para as outras rendeiras mais pobres do que ela, como conta no vídeo. 

Elma trabalha no Mercado Central de Fortaleza, onde tem um box junto com seu marido. Para mais informações: 34548821.

Carolina Esmeraldo e Isabele Câmara

3 responses to ““Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a lucrar””

  1. Anônimo says :

    Elma sou a Beth de Marabá Pará. Comprei em setembro,aquela almofada em sua mão lembra. Preciso entrar em contato com você. O zap da sua filha não está dando retorno. Veja aí com ela?

  2. lidesealgomais says :

    Meninas, a construção do texto ficou bem interessante. Mas vcs centraram a matéria apenas em uma personagem, tendo um mercado central inteiro cheio de personagens com histórias para contar. Além disso, qual o sobrenome da Elma??? Nome, sobrenome e idade são básicos para a apuração. O vídeo tb ficou muito curto. A foto está boa e a legenda tb. Mas vcs poderiam ter explorado outros personagens do Mercado…

    Nota: 8,5

    • ana henriqueta do prado says :

      EU GOST\ARIA DE APRENDER A FAZER RENDA, TANTO A RENASCENÇA,, COMO A DE BILRO E OUTRAS MAIS COM MODELOS E SE TIVER APOSTILAS A PASSO A PASSO E A HISTORIA DA RENDAS FICARIA MUITO AGRADECIDA ENTRAR EM CINTATO COM ANAHENRIQUETAROCHA@TERRA.COM.BR SÃO PAULO CAPITAL

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: