Memória que vive nos lares no Centro

O Centro de Fortaleza é hoje uma das principais referências históricas e comerciais da cidade. Até a década de 1940, o bairro concentrava a maior parte da população fortalezense. Isso mudou com surgimento de novos assentamentos na cidade. Mas quem ainda reside no local?

A casa de D. Zuleide, que foi construída pelo pai, e que permanece com a mesma fachada há 65 anos.

Entre o novo e o antigo, quem passa pelo Centro de Fortaleza, pode observar   a influência do tempo sobre o bairro. Enquanto se torna cada vez mais comercial, as residências estão cada vez mais escassas. Aqueles que resistem   e ainda valorizam o local como espaço para moradia, seja por costume ou encanto, possuem suas histórias únicas dentro desse universo riquíssimo que é o Centro.

 Com arquiteturas preservadas, em algumas casas e prédios, ainda há quem conte como tudo começou. Dona Zuleide Silva, professora aposentada, diz que quando sua casa foi construída, na rua Assunção, tudo em volta “era só areia”, como seus pais lhe disseram. O pai dela, mestre de obras, foi um dos responsáveis pela construção do Excelsior Hotel, na Praça do Ferreira, e foi também quem construiu a casa, há 65 anos.

Ali, eles assistiram ao crescimento da região, desde quando só havia essa  e outras duas casas na rua. Passaram pelo período em que até então, predominavam as residências, até o presente momento de transformação, com diversas lojas comercias.

 Muito bem conservada, a casa é ampla e abriga hoje, três filhas e duas sobrinhas do casal. Tem duas salas, quatro quartos, banheiros, cozinha, quintal e uma fachada de cair o queixo. Ponto de fácil acesso e de grande importância para a família, é onde acontecem todas as reuniões de parentes.

 “A gente não quer se desfazer da casa para preservar a memória do meu pai.   A gente cuida de tudo, sempre pinta, sempre recupera”, diz Dona Zuleide, que nunca morou em outro local. E ainda tem uma irmã que mora na casa ao lado.

Próximo a casa de Dona Zuleide há diversas lojas. A alguns prédios à frente, encontra-se a residência de Ana Lúcia Pereira. Recém chegada a Fortaleza, a funcionária pública está de volta a sua terra natal, aos 56 anos. Em 1977, ela foi tentar a vida em São Paulo, e há cerca de nove meses decidiu regressar.

 Ana Lúcia voltou a morar com os irmãos, no Centro. Ela conta que a sua família, tradicionamente, sempre morou no bairro. Na infância, a casa onde “cresceu e se criou” ficava na rua Quintino Bocaiúva. E até mesmo em São Paulo ela optou por residir no centro da cidade.

Ana Lúcia em frente ao portão, exibe com orgulho, a casa que sempre foi de sua família.

Ela diz que, embora o Centro seja caótico com o comércio, o tumulto não perturba a paz do interior da casa. Mas observa que, quando ela saiu de Fortaleza, as coisas eram diferentes. “Bem, nessa rua, antigamente, havia muito mais casas que lojas, não é mesmo?”, diz.Tanto Ana Lúcia como D. Zuleide disseram que a segurança do bairro, com tanta movimentação, ficou bastante comprometida. Elas sentem falta de mais policiamento nas ruas. “Mas até que já deu uma melhorada”, complementa Dona Zuleide.

Com vista a exposição indesejada, a maioria das casas optou por grades e portões na entrada, como é o caso de Ana Lúcia. A formosa casa de Dona Zuleide, porém, manteve o portão original da construção. Mas o interior da casa é reservado por um longo corredor que leva até a porta.

Em um passeio pela Rua Assunção, no Centro da cidade.

Renata Nunes e Bábara Almeida.

One response to “Memória que vive nos lares no Centro”

  1. lidesealgomais says :

    Parabéns, meninas. Gostei muito do texto, do vídeo e das fotos. Alguns errinhos de pontuação e Centro, escrito com c minúsculo em uma passagem. No mais, acho apenas q os dados do IBGE contidos no video deveriam estar no texto tb.

    Nota: 9,5

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: